É um formato de arquivo com dados geodésicos;

RINEX: Receiver Independent Exchange Format;

Tradução: Formato de Troca Independente do Receptor;

Foi criado para que os receptores de diferentes marcas tenham a mesma linguagem, facilitando a troca de informações.

Estrutura com extensão “o”, “n” e “g”:

“.o” – Arquivo de observação geral, é o maior arquivo da estrutura;

“.n” – Arquivo de observação da constelação GPS (Estados Unidos da América);

“.g” – Arquivo de observação da constelação GLONASS (Rússia).

Processamento do arquivo Rinex:

Quando um receptor GNSS realiza um rastreio gera um arquivo bruto (original) e para processar os dados em algum software geodésico ou pelo IBGE-PPP (Posicionamento por Ponto Preciso) é necessário que o arquivo bruto esteja em formato Rinex.

Como Gerar Arquivo Rinex no Rtk App Tools?

Importante: As pastas dos arquivos não podem ter caracteres especiais, pois o sistema não aceita; Separar as casas decimais por ponto, não usar vírgula.

Gerar o arquivo Rinex:

Abrir o arquivo .geo → Clicar em Rinex → Escolher a versão → Compactar arquivo e Processar.

Convertendo o arquivo bruto para Rinex no Rtk App Tools.

Uma pasta zipada será criada com o mesmo nome do arquivo bruto contendo os dados .nav, .obs e .sbs.

Arquivo Rinex gerado no Rtk App Tools.

Após gerar o arquivo Rinex, dar sequência no processamento dos dados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
Olá, posso ajudar?